zac brown band

quando a trilha sonora já não traz mais lembranças!

Well the world can be real tough
Why don’t you hold on to me
When there’s no one else to love…

Anúncios

bêbados habilidosos

Derramei o meu pranto
na pia do banheiro
Dei um gole de whisky pro santo
o resto eu dei pra mim mesmo
Garçom me dá mais uma dose
dessa cahcaça aí pra mim
Que eu sou o rei da dor!
Eu sou um perdedor…

A minha vida tá se apagando
como um cigarro esquecido num cinzeiro
Meu contra-cheque vive me lembrando
que eu preciso, muito, de dinheiro
Oohh baby, Oh baby
eu sonho ver você voltando
entrando por aquela porta
Mas agora Inês é morta…
Você tão longe de mim
E eu tão perto desse gim…

Exagerada!

“Você sofre quando há partida, mas o sofrimento é imediato da perda de estima e não do objeto de desejo… Você gosta da arte da conquista, mas a ideia de segurança te assusta, assim como Holly Golightly, que não dava nome ao gato!” (RIEGEL, Carlos. 2015)

Não basta ser meu amigo, tem que me definir e misturar o clássico Bonequinha de Luxo! <3

Pra celebrar de vez a minha forma de amar: CAZUZA – EXAGERADO!

Exagerado
Jogado aos teus pés
Eu sou mesmo exagerado
Adoro um amor inventado…

Muito Pouco!

Pronto
Agora que voltou tudo ao normal
Talvez você consiga ser menos rei
E um pouco mais real
Chega!
As horas nunca andam para trás
Todo dia é dia de aprender um pouco
Do muito que a vida traz

Mas muito pra mim é tão pouco
E pouco é um pouco demais
Viver tá me deixando louca
Não sei mais do que sou capaz
Gritando pra não ficar rouca
Em guerra lutando por paz
Muito pra mim é tão pouco
E pouco eu não quero mais

Chega!
Não me condene pelo seu penar
Pesos e medidas não servem
Pra ninguém poder nos comparar
Porque
Eu não pertenço ao mesmo lugar
Em que você se afunda tão raso
Não dá nem pra tentar te salvar

Porque muito pra mim é tão pouco
E pouco é um pouco demais
Viver tá me deixando louca
Não sei mais do que sou capaz
Gritando pra não ficar rouca
Em guerra lutando por paz
Muito pra mim é tão pouco
E pouco eu não quero

Veja
A qualidade está inferior
E não é a quantidade que faz
A estrutura de um grande amor
Simplesmente seja
O que você julgar ser o melhor
Mas lembre-se que tudo que começa com muito
Pode acabar muito pior

E muito pra mim é tão pouco
E pouco é um pouco demais
Viver tá me deixando louca
Não sei mais do que sou capaz
Gritando pra não ficar rouca
Em guerra lutando por paz
Muito pra mim é tão pouco
E pouco eu não quero mais
Pouco eu não quero mais
Pouco eu não quero mais…

Deixe-me ir
Preciso andar
Vou por aí a procurar
Rir pra não chorar
Deixe-me ir
Preciso andar
Vou por aí a procurar
Rir pra não chorar

Quero assistir ao sol nascer
Ver as águas dos rios correr
Ouvir os pássaros cantar
Eu quero nascer
Quero viver

Deixe-me ir
Preciso andar
Vou por aí a procurar
Rir pra não chorar
Se alguém por mim perguntar
Diga que eu só vou voltar
Depois que me encontrar

Quero assistir ao sol nascer
Ver as águas dos rios correr
Ouvir os pássaros cantar
Eu quero nascer
Quero viver

Deixe-me ir
Preciso andar
Vou por aí a procurar
Rir pra não chorar

Deixe-me ir preciso andar
Vou por aí a procurar
Rir pra não chorar
Deixe-me ir preciso andar
Vou por aí a procurar
Rir pra não chorar